Siga nossas redes sociais

Destaques

Jovem cristã é brutalmente assassinada na Nigéria

Published

on

Compartilhe

Grupo de estudantes muçulmanos agrediu a aluna e queimou seu corpo após declaração da cristã em grupo de Whatsapp

Em 12 de maio, um grupo de estudantes muçulmanos atacou e matou a estudante cristã, Deborah Samual Yakubu, da Faculdade Shehu Shagari em Wamako, no estado de Sokoto, Nigéria. O motivo seria a reação da universitária contra publicações religiosas em um grupo de WhatsApp, criado para tratar assuntos acadêmicos.

Ainda não está confirmado a mensagem que Deborah enviou aos colegas via áudio. De acordo com testemunhas em entrevista ao jornal local, ela blasfemou contra o islã. Mas outras fontes garantiram à Portas Abertas que ela disse: “Jesus Cristo é maior, e me ajudou a passar nos exames.”

Os alunos muçulmanos interpretaram a mensagem como ofensa e ameaçaram Deborah. Segundo o site nigeriano “The Guardian”, a cristã saiu da faculdade imediatamente, mas o grupo de homens a pegaram, agrediram e apedrejaram até que ela ficasse inconsciente. Em seguida colocaram fogo no corpo da seguidora de Jesus.

Durante o ataque, a faculdade foi fechada e todos os alunos foram orientados a deixar o campus imediatamente. Os policiais afirmaram que os estudantes fizeram uma barricada na estrada de Sokoto a Jega e que prenderam duas pessoas envolvidas no assassinato. 

Sokoto, no nordeste do país, é um dos 12 estados governados pela sharia. O Conselho do sultanato de Sokoto publicou um comunicado de imprensa dizendo que “condenou o incidente em sua totalidade e instou as agências de segurança a levarem os autores do incidente injustificável à justiça”.

Segundo um analista de perseguição da Portas Abertas que atua na África Subsaariana (região que engloba a Nigéria), “Este é outro dia trágico para os cristãos do norte da Nigéria. Nos juntamos à família de Deborah e à comunidade cristã em geral no luto por sua morte. Condenamos nos termos mais fortes possíveis este ato vicioso e pedimos às autoridades que tomem medidas rápidas para identificar os autores e levá-los à prisão.”

A Nigéria é o 7º país na Lista Mundial da Perseguição 2022, que classifica os 50 países onde os cristãos são mais perseguidos. O país é o número um em violência e morte de cristãos por motivação religiosa. No período de pesquisa da Lista Mundial de 2022, 5.898 cristãos perderam a vida, um crescimento de 24% em relação ao período anterior. As mortes de cristãos na Nigéria equivalem a 79% do total.

Fonte: Portas Abertas