Siga nossas redes sociais

Destaques

Recife: Vereadora é agredida e Câmara rejeita honraria para Michelle Bolsonaro

Published

on

Compartilhe

A vereadora de Recife Michele Collins foi agredida nesta terça-feira (5) na Câmara Municipal por manifestantes de esquerda que estiveram na sessão para impedir que os vereadores aprovassem a entrega de uma honraria para a primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro.

De autoria da vereadora, que também é missionária, o projeto de lei sugeria a entrega da “Medalha Olegária Mariano”, um prêmio criado por ela com o objetivo de reconhecer o trabalho de  pessoas “que tenham  projetado nas atividades culturais, políticas, científicas e sociais, ou que se tenham revelado, comprovadamente, benfeitoras da humanidade.”

Ao justificar a entrega deste reconhecimento para a Michelle Bolsonaro, a vereadora do PP diz que “ela tem feito muito pelas pessoas com deficiência, doenças raras, em situação de vulnerabilidade social e pelas vítimas das enchentes em Pernambuco”.

Durante o tumulto gerado na Câmara, a vereadora foi agredida pelos manifestantes de esquerda ligados a movimentos populares como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Marcha Mundial das Mulheres (MMM), Levante Popular da Juventude, Movimento Brasil Popular e outros.

Parte dos manifestantes a favor do projeto foram impedidos de entrar. “Minha gente aqui está uma bagaceira. Estou toda machucada, nem os vereadores estão respeitando mais. Tem vereador saindo daqui para ir brigar lá”, disse ela.

No final da votação, o projeto foi vencido com 16 votos contrários e apenas nove favoráveis.

Redação Exibir /Leiliane Lopes

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.