Siga nossas redes sociais
13/06/2024

Politica

Dino acionará a PF contra pastor que ora para Lula quebrar a mandíbula

Published

on

Compartilhe

O ministro da Justiça, Flávio Dino, enviará à Polícia Federal o vídeo que mostra o pastor Anderson Silva, da Igreja Vivo Por Ti, dizendo que ora para que o presidente Lula quebre a mandíbula.

“Senhor, mata os meus inimigos. Quebra os dentes deles. Falta a gente orar, sim. Senhor, arrebenta a mandíbula do Lula. Sabe… Senhor, prostra enfermos nos ministros do STF”, declarou o pastor durante um podcast e citando os Salmos.

Dino usou a própria Bíblia para refutar o pastor: “Está na Bíblia a lição de Jesus Cristo, o Príncipe da Paz: “Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus!” (Mateus 5:9). A frase que incita violência é anticristã. E criminosa, por isso mandarei hoje para a Polícia Federal”.

Pastores criticam a interferência do ministro

Para alguns pastores, o ministro da Justiça não tem poder para dizer como alguém deve orar.

Agora, o ministro da Justiça, Flávio Dino, tornou-se ministro de oração. Ele quer determinar como os crentes oram”, comentou o pastor Rodrigo Mocellin, da Igreja Resgatar de Guaratinguetá (SP).

O pastor Renato Vargens, da Igreja Cristã da Aliança de Niterói (RJ), também comentou: “O Estado é laico, disso sabemos. Todavia, isso não concede ao ministro da justiça ameaçar um pastor em sua liberdade religiosa de recitar um salmo imprecatório. Flávio Dino usa a Bíblia, dizendo que um pastor em liberdade de consciência não pode usar a Bíblia. Ora, não compete ao ministro da justiça decidir o que uma pessoa deve orar. O ministro pode não concordar com o pastor Anderson em sua oração imprecatória, mas daí mandar à polícia federal investigar o religioso, é rasgar a constituição brasileira, trazendo para cá pressupostos ditatoriais de países como a Coreia do Norte”.

Exibir Gospel / Leiliane Lopes