Siga nossas redes sociais
26/02/2024

Destaques

Ana Paula Valadão declara apoio a Bolsonaro após fake news da esquerda

Published

on

Compartilhe

Em 2013, diante da crise política que enfrentava, a então presidente Dilma Rousseff (PT), convidou pastoras evangélicas para um dia de oração no Palácio do Planalto. Entre as convidadas estava a pastora e cantora Ana Paula Valadão.

O clima de segundo turno está colocando os evangélicos em uma posição de grande perseguição e muitos defensores da esquerda política resgataram as imagens desse encontro de Ana Paula com Dilma para atacá-la.

Diante disto, a pastora da Before The Throne, na Flórida, gravou um vídeo para dizer que, como cristã, ela sempre orou pelas autoridades do país, mas que ela não pode se calar diante deste atual cenário político.

“Eu estive sim no gabinete da Presidência da República em governos anteriores e sempre fiz o meu papel de cristã, orando por qualquer que seja a pessoa em lugar de autoridade sobre a nação. Dessa vez eu preciso me manifestar porque tem muita coisa séria em jogo. Eu quero manifestar aqui o meu voto pela família natural, a família como a Bíblia descreve, meu voto é a favor da vida e por muitas outras coisas que nós precisamos proteger e defender para o futuro do nosso Brasil”, disse ela.

Muitos artistas evangélicos elogiaram o posicionamento da líder do Diante do Trono. Entre eles a cantora Cassiane. “Estamos juntas, minha amiga!”, escreveu a cantora pentecostal.

O pastor Arthur Pereira, a pastora Viviane Martinello, a cantora Angélica Moreira, o cantor Theo Rubia, Isaias Saad, entre outras personalidades e influenciadores cristãos também apoiaram a declaração de Ana Paula Valadão.

Redação Exibir Gospel / Leiliane Lopes