Siga nossas redes sociais
27/05/2024

Destaques

André Valadão e Davi Sacer foram censurados por Moraes, diz relatório dos Estados Unidos

Published

on

Compartilhe

Os nomes dos cantores gospel André Valadão e Davi Sacer aparecem no relatório divulgado pelo Comitê de Assuntos Judiciários da Câmara dos Estados Unidos, que revela os donos de perfis alvos de pedidos judiciais para bloqueio nas redes sociais. Assinadas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), muitas decisões não tinham as fundamentações registradas.

O documento, com 541 páginas, traz também decisões contra personalidades políticas como o ex-presidente Jair Bolsonaro e os parlamentares Alan Rick, Carla Zambelli, Marcel van Hattem, Nikolas Ferreira, Gustavo Gayer, entre outros.

No total, 90 decisões de Moraes são destacadas no documento que se tornou o assunto mais comentado do X (antigo Twitter) na noite desta quarta-feira (17). O relatório americano foi divulgado após a repercussão internacional dos ataques feitos pelo dono do X, Elon Musk, contra Moraes.

Os documentos que foram anexados neste trabalho da Câmara dos Estados Unidos utilizam as decisões de Moraes enviadas para a direção do microblog para exigir a retirada de perfis ou de publicações do ar.

O relatório fala sobre uma campanha de censura no Brasil e apresenta um estudo de caso sobre como um governo pode justificar a censura em nome do combate ao discurso de ódio e à subversão da ordem.

Redação Exibir Gospel