Siga nossas redes sociais
23/05/2024

Destaques

Bíblia hebraica de 1.100 anos é leiloada por quase R$ 200 milhões

Published

on

Compartilhe

Uma Bíblia hebraica de 1.100 anos, que é um dos manuscritos bíblicos sobreviventes mais antigos do mundo, foi vendida por 38 milhões de dólares, aproximadamente R$ 187,8 milhões, nesta quarta-feira (16) em Nova York, nos Estados Unidos.

O exemplar valioso é o Codex Sassoon, um volume de pergaminho manuscrito e encadernado em couro contendo uma Bíblia hebraica quase completa.

O livro foi comprado pelo ex-embaixador dos EUA na Romênia, Alfred H Moses, em nome dos Amigos Americanos da ANU e doado ao Museu do Povo Judeu da ANU em Tel Aviv, onde se juntará à coleção.

O manuscrito foi exibido no Museu ANU em março como parte de uma turnê mundial antes do leilão.

O especialista em Judaica da Sotheby’s, Sharon Liberman Mintz, disse que o preço, que inclui a taxa da casa de leilões, “reflete o profundo poder, influência e significado da Bíblia hebraica, que é um pilar indispensável da humanidade”.

Para quem não sabe, a ANU é um museu de história e antropologia dedicado às comunidades judaicas do mundo. O museu foi fundado em 1978 após 10 anos de construção.

Exibir Gospel / Leiliane Lopes