Siga nossas redes sociais
23/05/2024

Destaques

Campanha de boicote à Netflix critica vídeos do Porta dos Fundos com blasfêmia

Published

on

Compartilhe

O grupo Porta dos Fundos promete lançar este ano outro especial de Natal com conteúdo que visa ofender a religião cristão. Por conta disto, uma petição online foi iniciada para promover uma campanha de boicote contra a empresa de humor e a Netflix, plataforma que exibe os filmes.

Em 2019, uma petição clamando pelo cancelamento do filme “A Primeira Tentação de Cristo”, produzido pelo Porta dos Fundos e disponibilizado na Netflix, atraiu mais de 1,5 milhão de assinaturas. No entanto, o filme não foi suspenso por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

A campanha de boicote atual pede aos brasileiros que cancelem suas assinaturas da Netflix como forma de protesto contra a plataforma e o Porta dos Fundos. Os organizadores alegam que essa não é uma questão de censura ou intolerância, mas sim uma maneira de preservar os valores que moldam a sociedade brasileira e evitar o financiamento de obras que são consideradas ofensivas a grupos religiosos, em particular aos cristãos.

Em um comunicado, os organizadores da campanha afirmaram: “Neste momento, convocamos todos os brasileiros a se unirem à campanha de boicote. Nosso poder está em nossa união e em nossas escolhas como consumidores. Não permitimos que nossos recursos financiem obras que atacam os cristãos.”

Eles também destacaram que o histórico da Netflix de ignorar os cristãos e manter o filme controverso em sua plataforma reflete uma visão desdenhosa em relação à religião e é interpretado como uma forma de intolerância religiosa. Para acessar a petição clique aqui.

Exibir Gospel / Leiliane Lopes