Siga nossas redes sociais
27/05/2024

Destaques

Comunidade minoritária na China recebe tradução da Bíblia Sagrada em seu dialeto após 100 anos de espera

Published

on

Compartilhe

Após um século de espera, a comunidade de East Lisu, localizada em uma área montanhosa e remota da China, finalmente recebeu uma tradução da Bíblia Sagrada em seu próprio dialeto. Anteriormente, os moradores só tinham acesso à Bíblia em chinês, o que dificultava a leitura para muitos idosos que não dominavam o mandarim, considerando a variedade de dialetos na região.

A Sociedade Bíblica Britânica liderou o esforço de tradução, enfrentando desafios logísticos significativos para alcançar a comunidade. Arleen Luo, gerente da Missão Ásia e Chinesa da Sociedade Bíblica, descreveu a jornada como uma sequência de desafios, comparando-a a um jogo onde cada nível vencido revelava outro desafio. A viagem de nove horas de carro para chegar à aldeia remota foi um exemplo da dificuldade enfrentada.

Luo ressaltou a importância da Bíblia estar no idioma materno para uma compreensão mais profunda, observando um aumento considerável no número de crentes após a disponibilização da tradução. No entanto, ela não revelou o número exato de novos convertidos, citando a sensibilidade da questão na China, onde o Partido Comunista tem perseguido os cristãos em várias regiões do país.

Durante sua visita, Luo conheceu a equipe de tradução da comunidade, que incluía Liang, bisneto de um homem que havia ajudado uma equipe missionária há um século. O bisavô de Liang havia orado por Bíblias quando os missionários partiram, e seu filho (avô de Liang) posteriormente solicitou uma Bíblia em seu próprio idioma, um pedido que foi atendido após contato com a Sociedade Bíblica.

A entrega da tradução, realizada poucos anos atrás, marcou o fim de uma espera de um século para a comunidade de East Lisu. Atualmente, a Sociedade Bíblica está apoiando a formação de professores para treinar pastores locais e está preparando uma Bíblia de Estudo para complementar a tradução.

Luo enfatizou que o projeto de tradução para línguas minoritárias na China é complexo e vai além da tradução em si, buscando o envolvimento bíblico contínuo. Além da comunidade de East Lisu, a Sociedade Bíblica está trabalhando em projetos semelhantes para outras comunidades minoritárias, como o povo Wa, no sudoeste da China.

Ao se despedir, o avô de Liang expressou gratidão, destacando que a tradução da Bíblia em seu dialeto demonstrava o amor de Deus pela comunidade de East Lisu e pelo fato de agora fazerem parte das 700 tribos e nações que possuem uma Bíblia completa em seu idioma.

Exibir Gospel / Redação