Siga nossas redes sociais
22/07/2024

Destaques

Deputados denunciam professor do Ceará que chamou Jesus de vagabundo

Published

on

foto reprodução
Compartilhe

Um professor de Filosofia de uma escola pública de Fortaleza, no Ceará, escreveu aos alunos que “Jesus era um vagabundo e idiota” e agora foi denunciado por parlamentares por sua conduta que vai contra as leis brasileiras.

O caso foi compartilhado nas redes sociais e chegou até a Secretaria de Educação que prometeu tomar providências.

“Na rede pública estadual de ensino, o ambiente escolar é um espaço de respeito aos direitos humanos, de construção de cidadania e promoção da cultura de paz. Portanto, são repudiados atos de intolerância e discriminação religiosa. Denúncias devem ser feitas à Ouvidoria do Estado, pela Central 155”, diz nota da SEDUC.

O docente está sendo acusado de injúria religiosa e a Superintendência das Escolas Estaduais de Fortaleza (Sefor 2) já está investigando o caso.

Mas deputados estaduais e federais também entraram no assunto e prometem tomar todas as medidas para que o professor seja criminalizado pelo ato.

A deputada estadual Dra. Silvana (PL) foi a primeira a denunciar o professor. “Nunca vi um conteúdo de denúncia tão asqueroso e terrível. Esse professor é um infeliz, um desqualificado, que não pode afrontar a fé de toda uma classe. Não existe nenhuma justificativa lógica para um professor escrever algo assim”, disse ela.

Na Câmara dos Deputados três nomes se levantaram contra o professor: os deputados federais cearenses Doutor Jaziel e André Fernandes, e o parlamentar mineiro Nikolas Ferreira.

“É inaceitável que dentro de uma sala de aula, onde deveriam ser ensinados conteúdos que levem à formação técnica e social dos alunos, um indivíduo se aproveite de sua posição hierárquica superior para intimidar e desrespeitar a fé dos discentes que ali estavam. Isso é criminoso!”, disse Jaziel.

Redação / Leiliane Lopes