Siga nossas redes sociais
23/02/2024

Destaques

Enfermeira ex-funcionária de clínica abortiva testemunha mudança: “Dançava com o diabo”

Published

on

Compartilhe

A história de uma ex-funcionária de clínica abortiva tem sido compartilhada por vários sites internacionais como a CBN News. Sarah Eubanks relata que participou de mais de 5.000 aborto enquanto atuava na clínica e que seu trabalho era “juntar” as partes do corpo dos fetos abortados para garantir que fossem contabilizadas.

Ela chega a comparar sua história com “dançar com o diabo” e diz que seu coração estava tão distante de Deus que ela não conseguia ouví-lo.

“Com isso e já estando profundamente na escuridão porque dancei com o diabo quando trabalhei naquela clínica, não estava ouvindo nada próximo a Deus. Eu não queria nada divino tentando me alcançar”, comentou Eubanks.

Como estudante de enfermagem, a mulher conseguiu um emprego no The Ladies Center, em Mobile, Alabama, Estados Unidos, e ali ela ficou por vários anos.

Ela relata que chegou a ver meninas de 12 anos praticanto o aborto e que ela estava tão atarefada que não conseguia pensar na paciente.  Até que a clínica e a própria enfermeira passaram a receber muitas avaliações negativas.

Eubanks deixou o trabalho e, anos depois, aceitou o convite de um amigo para ir à igreja. Ela entregou sua vida para Cristo e, em 2014, participou de um retiro de cura liderado por Abby Johnson, ex-diretora da Planned Parenthood, ativista pró-vida.

Foi assim que tudo mudou em sua vida. “Ele me salvou de qualquer pecado e vergonha que eu tive antes em minha vida. E tem sido um processo. Foi aí que minha vida começou a mudar. Foi um desempacotamento. Abby faz você se apropriar das coisas e olhar para as coisas e me fez olhar para coisas em que eu não tinha pensado”, explicou a enfermeira.

Redação Exibir /Leiliane Lopes