Siga nossas redes sociais
25/02/2024

Destaques

Esquerda tenta criar polêmica com pastor negro que entrevistou Bolsonaro

Published

on

Compartilhe

Durante o podcasta colaborativo realizado na noite desta segunda-feira (12) em sete canais evangélicos de forma simultânea, o presidente Jair Bolsonaro chamou o pastor e rapper Felipe Vilela de “escurinho”.

O candidato à reeleição perguntou ao rapper: “Você é afrodescendente?” Ele respondeu que sim e o Bolsonaro continuou: “Tu é meio escurinho. Ah, isso é crime. Não ouviu falar que eu era racista, não?”

Nas redes sociais, pessoas ligadas à esquerda tentaram dizer que o político teria cometido racismo com o pastor que precisou se pronunciar.

“Eu não me senti discriminado pelo presidente, nem um pouco. Eu considerei o fato de ele ser um militar com 67 anos. Todas as brincadeiras que ele fez são fruto da idade que ele tem, de uma outra época, de uma tentativa de se aproximar de mim, de estreitar o relacionamento para que a gente pudesse fluir no assunto”, disse ele em um vídeo.

Vilela fez questionamentos importantes ao presidente como projetos para a área social e também sobre a política antidroga.

Assista:https://www.instagram.com/p/Cicxb3KI7pt/

Redação Exibir / Leiliane Lopes