Siga nossas redes sociais
27/05/2024

Destaques

Evangélicos rejeitam mais o governo Lula que católicos, mostra nova pesquisa

Published

on

Compartilhe

A pesquisa Quaest, encomendada pela Genial Investimentos e realizada entre os dias 4 e 7 de abril, revelou dados interessantes sobre a percepção dos evangélicos em relação ao governo. Os resultados foram divididos por estados, destacando as opiniões dos entrevistados.

Em São Paulo, estado onde a aprovação e desaprovação do governo estão equilibradas, a situação muda quando se trata dos evangélicos. Nesse grupo, 40% aprovam o governo enquanto 57% desaprovam. Entre os católicos, a aprovação é maior, com 53% aprovando e 45% desaprovando.

Em Minas Gerais, embora a aprovação do governo seja numericamente maior que a desaprovação, a margem de erro torna os números equivalentes. Entre os evangélicos, a aprovação é de 39% e a desaprovação de 59%. Já entre os católicos, 55% aprovam e 43% desaprovam.

No Paraná, estado que foi decisivo para a eleição de Jair Bolsonaro em 2022, a desaprovação ao governo é significativamente maior que a aprovação, com 54% contra 44%. Entre os evangélicos, a desaprovação é ainda maior, com 64% desaprovando e apenas 34% aprovando. Entre os católicos, há um empate técnico, com 48% de aprovação e 50% de desaprovação.

Em Goiás, a aprovação do governo é inferior à desaprovação, com 43% contra 50%. Entre os evangélicos, apenas 35% aprovam o governo, enquanto 63% o desaprovam. Já entre os católicos, a aprovação supera a desaprovação, com 54% contra 46%.

Esses dados indicam uma tendência de desaprovação dos evangélicos em relação ao governo, contrastando com a aprovação observada entre os católicos em alguns estados.

Redação Exibir Gospel