Siga nossas redes sociais
23/02/2024

Destaques

Filme de Danilo Gentili é acusado de fazer apologia à pedofilia; Autoridades prometem providências

Published

on

Compartilhe

Nos últimos dias o filme  “Como se tornar o pior aluno da escola” foi bombardeado de críticas por mostrar um professor, interpretado por Fábio Porchat, pedindo favores sexuais para dois pré-adolescentes.

Lançado em 2017, o filme chegou há poucos dias na Netflix e não demorou para que os pais ficassem perplexos com a cena e usassem as redes sociais para denunciar.

Quando o assunto chegou aos parlamentares, principalmente de direita, muitos começaram a cobrar providências das autoridades e logo o filme se tornou o assunto mais comentado nas redes.

O deputado estadual André Fernandes, do Ceará, usou suas redes sociais para mostrar indignação sobre a cena. Ele pede aos pais que acompanhem o que seus filhos estão assistindo e que reclamem do filme para a plataforma de streaming.

Outros parlamentares comentaram, entre eles o deputado federal Eduardo Bolsonaro que comemorou as ações do Governo de seu pai em não colocar a sexualização de crianças como pauta de governo, criticou a esquerda e ainda comentou: “Trata-se de clara normalização do crime de pedofilia”.

A deputada Carla Zambelli também criticou o longo disponível também em outras plataformas como a Globoplay. “O repugnante filme ‘Como se tornar o pior aluno da escola’ naturaliza a pedofilia a fim de normalizá-la. Já informei ao Ministério da Família ao qual oficiarei, assim como denunciarei ao MP e solicitarei informações ao CNMP acerca dos procedimentos em cursos”.

O Ministro da Justiça, Anderson Torres, também se pronunciou sobre o tema. “Assim que tomei conhecimento de detalhes asquerosos do filme ‘Como se tornar o pior aluno da escola’ atualmente em exibição na Netflix, determinei imediatamente que os vários setores do Ministério da Justiça adotem as providências cabíveis para o caso!”, disse ele no Twitter.

A ministra Damares Alves, da Pasta da Mulher, da Família e Direitos Humanos, também falou sobre o caso, dizendo que desde o último sábado (12) ela e sua equipe estão apurando o caso através da Secretaria de Direitos da Criança e do Adolescente.

Danilo comenta críticas: “Maior orgulho”

Pelo Twitter, o apresentador Danilo Gentili ficou feliz pela polêmica envolvendo seu filme e disse: “O maior orgulho que tenho na minha carreira é que consegui desagradar com a mesma intensidade tanto petista quanto bolsonarista. Os chiliques, o falso moralismo e o patrulhamento vieram fortes contra mim dos dois lados. Nenhum comediante desagradou tanto quanto eu. Sigo rindo”.

Redação Exibir Gospel