Siga nossas redes sociais
27/05/2024

Destaques

Fim do culto em Asbury: “Agora precisa continuar na vida de cada um”

Published

on

Compartilhe

Nesta segunda-feira (20), a Universidade de Asbury encerrou o culto ininterrupto que começou no dia 8 de fevereiro. Foram mais de 280 horas de louvor, testemunhos e oração, atraindo milhares de pessoas até a cidade de Wilmore, no Kentucky, Estados Unidos.

Para se ter uma ideia, a cidade tem 6 mil habitantes e no final de semana recebeu cerca de 20 mil visitantes. Não tinha estrutura para acomodar tantas pessoas assim.

O local do culto, a capela de Hughes, também não comporta tantas pessoas. Com apenas 1,5 mil lugares, a forma encontrada para evitar tumultos foi abrir duas capelas do Seminário Asbury e ainda colocar um telão na praça na frente da capela.

A partir desta segunda, os cultos serão apenas no período noturno e o público será os estudantes do ensino médio e os universitários, ou seja, adultos de até 25 anos poderão cultuar na capela.

Os demais podem acompanhar através do site oficial da universidade de Asbury e o último culto será na próxima quinta (23), no período noturno.

Pastor fala sobre o que acontecerá depois

O pastor Geremias Couto comentou sobre o fim do culto de avivamento nas suas redes sociais.

“A direção de Asbury encerrou o culto ininterrupto que durou mais de duas semanas e atraiu gente de todo o mundo. O avivamento acabou? Ao contrário, agora precisa continuar na vida de cada um. Os crentes primitivos não ficaram para sempre no Cenáculo. Saíram e espalharam o fogo”.

Redação / Leiliane Lopes