Siga nossas redes sociais
12/04/2024

Entretenimento

Hospital católico se recusa a colocar DIU em mulheres por razões religiosas; lei autoriza decisão

Published

on

Compartilhe

Uma jornalista de São Paulo, Leonor Macedo, utilizou suas redes sociais na terça-feira (23) para denunciar a postura do Hospital São Camilo ao procurar a instituição para a colocação de um DIU, dispositivo intrauterino utilizado como método contraceptivo.

Leonor alega que recebeu uma ligação do hospital explicando que procedimentos como DIU e vasectomia não são realizados devido a “questões religiosas”. Segundo ela, o hospital informou que só coloca o DIU em casos de endometriose grave, mas não como método contraceptivo, pois é uma instituição religiosa que segue os preceitos da Igreja Católica e do Vaticano.

O desabafo da jornalista gerou repercussão nas redes sociais, levando muitas pessoas a cobrarem um posicionamento do Hospital São Camilo. Em resposta, a instituição reforçou sua postura, explicando que, por diretriz institucional de uma instituição católica, não realiza procedimentos contraceptivos e orientou os pacientes a buscar a rede referenciada de seus planos de saúde que contemplem esses procedimentos.

“É de nosso interesse prestar as informações necessárias. Por diretriz institucional de uma instituição católica, não há a realização de procedimentos contraceptivos, seja em homens e mulheres. Quando é assim, orientamos que a pessoa busque a rede referenciada do seu plano de saúde que tenha esse procedimento contemplado”, diz a nota publicada pelo hospital.

O Ministério da Saúde destaca que a colocação do DIU é uma demanda frequente na rede pública, com cerca de 52 mil DIUs implantados no SUS em 2022. O Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) esclareceu ao site BHAZ que hospitais particulares não são obrigados a realizar procedimentos contraceptivos como o DIU, e a decisão depende do protocolo de cada instituição.

O Cremesp ressaltou que a inserção do DIU pode ser feita em consultório médico, sendo importante verificar se o hospital em questão faz parte da rede referenciada do plano de saúde da paciente para esse procedimento. Caso contrário, não há obrigação de realizar a inserção do DIU.

Exibir