Siga nossas redes sociais
24/05/2024

Destaques

Igreja da Alemanha perde mais de 500 mil membros em um ano

Published

on

Compartilhe

Em um ano, a Igreja Evangélica da Alemanha (EKD) perdeu 575 mil fiéis, os dados são de um levantamento da própria instituição sobre 2022, que registrou 19,1 milhões de membros da maior denominação daquele país.

Em 2021, 25,6% dos alemães eram filiados à EKD, este ano o número é de 22,7%. Em 1955, a porcentagem era de quase 50% da população. Ou seja, nas últimas décadas a quantidade de cristãos da Igreja da Alemanha caiu pela metade.

“As principais razões para as pesadas perdas são pessoas saindo da igreja e mortes. Este ano, pela primeira vez, o número de saídas da igreja superou o número de óbitos. 380.000 pessoas deixaram a igreja, 100.000 e, portanto, uns bons 35,7 por cento a mais do que no ano anterior. Em 365.000, o número de mortes permaneceu aproximadamente no nível do ano anterior”, diz parte do comunicado.

A presidente da EKD, Annette Kurschus, comentou sobre esses dados chamando-os de “deprimente” e “preocupante”.

No ano passado, os membros das igrejas protestantes e católicas estavam em minoria pela primeira vez, e sua participação na população caiu abaixo da marca de 50%

Toda a Europa, berço do catolicismo e do protestantismo, têm perdido fiéis à medida que o secularismo faz aumentar o número de ateus e pessoas sem religião.

Redação /Leiliane Lopes