Siga nossas redes sociais
26/02/2024

Destaques

Julgamento da ex-deputada Flordelis é adiado para dezembro

Published

on

foto reprodução internet
Compartilhe

Nesta sexta-feira (2) a  juíza Nearis Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, aceitou o pedido da defesa e adiou o julgamento da ex-deputada federal Flordelis, acusada de ser a mandante da morte de seu esposo, o pastor Anderson do Carmo.

O tribunal do júri estava marcado para acontecer na próxima segunda (6), mas foi adiado para o dia 12 de dezembro, às 9h.

O advogado Rodrigo Faucz justificou o pedido dizendo que faltavam laudos a serem anexados ao processo. Além de Flordelis, a filha da ex-deputada Marzy Teixeira da Silva e a neta Rayane dos Santos Oliveira também seriam julgadas no mesmo dia e tiveram o julgamento adiado da mesma forma.

Já o  júri de Simone dos Santos Rodrigues e André Luiz de Oliveira, filhos de Flordelis, está mantido para a próxima segunda. Todos eles são acusados de homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio e associação criminosa armada.

Em abril deste ano outros envolvidos na morte do pastor foram julgados pelo tribunal do júri. Adriano dos Santos Rodrigues (filho biológico de Flordelis), Marcos Siqueira Costa (ex-policial militar) e Andrea Santos Maia (mulher de Marcos Siqueira) foram condenados por uso de documento falso duas vezes e por associação criminosa armada.

Já Carlos Ubiraci Francisco da Silva , filho afetivo de Flordelis,foi absolvido pela morte do pastor Anderson do Carmo. Carlos respondia por homicídio triplamente qualificado. Apesar da absolvição por homicídio, ele foi condenado por associação criminosa.

Exibir Gospel