Siga nossas redes sociais
18/05/2024

Destaques

Mais de cinco mil famílias são socorridas na Síria

Published

on

Igreja é sede de um dos Centros de Esperança espalhados pela Síria Crédito: Portas Abertas
Compartilhe

Portas Abertas, através de parceiros locais, está ajudando as vítimas dos terremotos a se reestabelecerem

A devastação causada pelo terremoto no dia 6 de fevereiro deste ano na Síria e Turquia foi muito grande. Imediatamente parceiros locais da Portas Abertas se mobilizaram com os Centros de Esperança para oferecer socorro imediato para as vítimas na Síria. 

A Síria ocupa a 12ª posição, e a Turquia, a 41ª na Lista Mundial da Perseguição 2023, que classifica os 50 países onde os cristãos são mais perseguidos no mundo. Há mais de 10 anos a Portas Abertas atua na região com projetos para Iraque, Síria, Turquia e vários outros países do Oriente Médio.

Restauração de casas e cuidados pós-trauma 

Os projetos foram organizados três fases em curto, médio e longo prazo. A curto prazo foram entregues doações únicas para famílias cristãs em necessidade extrema. Quatro mil famílias cristãs receberam uma ajuda única de 90 reais.  

Na segunda fase, 3.038 famílias que continuaram em necessidade extrema receberam a doação mais uma vez e outras 2.800 receberão auxílio durante seis meses. No total, 5.038 famílias foram socorridas.  

A médio prazo, iniciou-se o projeto de restauração de casas. Até agora, concluímos os reparos de 265 apartamentos e casas, outras 518 residências estão com a restauração em andamento e 2.600 casas e apartamentos de cristãos inscritos na nossa lista de espera. 

Já a longo prazo, há o programa de cuidados pós-trauma. Cristãos recebem aconselhamento e apoio emocional em hospitais e clínicas. A partir desse mês, as crianças também participarão de acampamentos de férias e outras atividades voltadas que ajudem a aliviar o fardo emocional que elas têm enfrentado. A expectativa é de que 10 mil pessoas sejam beneficiadas pelos cuidados pós-trauma. 

Esperança para Rouwayda 

A cristã Rouwayda, que é mãe de três filhos, foi uma das beneficiadas pelo projeto de restauração de casas. Ela teve que fugir de casa, pois a estrutura foi completamente destruída. “Acordamos assim que os tremores começaram e fomos o mais rápido possível para a porta. A casa inteira desabou”, conta a cristã. 

Depois de dois meses, ela está feliz e segura em uma casa alugada com a ajuda de parceiros da Portas Abertas. “Agradecemos a Deus e o louvamos por tudo que tem feito. Minha vida foi completamente mudada. Estamos na nova casa graças a generosidade das pessoas. Essa é a vontade de Jesus. Ele mudou minha vida”, conclui Rouwayda. 

Você pode ajudar   

As feridas na Síria são profundas, mas não maiores do que a solidariedade da Igreja. Acesse o link para saber como contribuir com o trabalho dos Centros de Esperança que oferecem alimentos, remédios e cuidados pós-trauma para reconstrução da comunidade cristã na Síria.