Siga nossas redes sociais
12/07/2024

Destaques

Malafaia expõe senadores evangélicos que votaram a favor da Reforma Tributária

Published

on

Compartilhe

O pastor Silas Malafaia, da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, gravou um vídeo para expor os nomes dos senadores evangélicos que votaram a favor da Reforma Tributária proposta pelo governo Lula. A medida, que obteve 53 votos favoráveis e 24 contrários no Senado, agora segue para análise na Câmara dos Deputados.

Malafaia expõe senadores evangélicos que votaram a favor da Reforma Tributária

O pastor Silas Malafaia, da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, gravou um vídeo para expor os nomes dos senadores evangélicos que votaram a favor da Reforma Tributária proposta pelo governo Lula. A medida, que obteve 53 votos favoráveis e 24 contrários no Senado, agora segue para análise na Câmara dos Deputados.

Influente no segmento evangélico, Malafaia usou suas redes sociais para expressar sua desaprovação em relação aos evangélicos que apoiaram a Reforma, destacando nomes como Eliziane Gama e Carlos Viana.

“Todo evangélico precisa saber disso”, afirmou o pastor, que também elogiou os senadores que votaram contra a proposta, como o senador Magno Malta.

Magno Malta, em suas redes sociais, argumentou que a Reforma Tributária proposta pelo governo Lula poderia resultar na concentração de poder nas mãos do governo, o qual ele caracterizou como “poder central comunista”. O senador citou exemplos na América do Sul, como a Venezuela, para ilustrar os perigos da centralização de poder.

“Olhando a história de alguns países da América do Sul, vemos os perigos claros da centralização de poder. A Venezuela é um exemplo sombrio: controle excessivo sobre a economia e recursos, levando a hiperinflação, escassez e crise humanitária”, escreveu Magno Malta.

Em contrapartida, o pastor Malafaia destacou a preocupação com um suposto aumento da carga tributária e alertou para as dificuldades que o Brasil poderia enfrentar ao atrair investidores. Segundo ele, “quem paga a conta é o povo no final”.

“Todo evangélico precisa saber disso”, afirmou o pastor, que também elogiou os senadores que votaram contra a proposta, como o senador Magno Malta.

Magno Malta, em suas redes sociais, argumentou que a Reforma Tributária proposta pelo governo Lula poderia resultar na concentração de poder nas mãos do governo, o qual ele caracterizou como “poder central comunista”. O senador citou exemplos na América do Sul, como a Venezuela, para ilustrar os perigos da centralização de poder.

“Olhando a história de alguns países da América do Sul, vemos os perigos claros da centralização de poder. A Venezuela é um exemplo sombrio: controle excessivo sobre a economia e recursos, levando a hiperinflação, escassez e crise humanitária”, escreveu Magno Malta.

Em contrapartida, o pastor Malafaia destacou a preocupação com um suposto aumento da carga tributária e alertou para as dificuldades que o Brasil poderia enfrentar ao atrair investidores. Segundo ele, “quem paga a conta é o povo no final”.

Assista:

Exibir Gospel