Siga nossas redes sociais
14/04/2024

Destaques

Mogi das Cruzes: Mulher envolvida em briga diz que não bateu em muçulmana por preconceito

Published

on

Compartilhe

Um incidente ocorrido no distrito de Jundiapeba, em Mogi das Cruzes, recentemente ganhou destaque nas redes sociais após a divulgação de um vídeo mostrando uma mulher muçulmana sendo agredida dentro de um condomínio.

De acordo com informações, a agressão, ocorrida na última sexta-feira (15), foi classificada como um caso de islamofobia pelo sheik Rodrigo Jalloul, do Centro Islâmico da Penha. No entanto, a mulher que aparece agredindo a muçulmana afirmou que o conflito não teve motivações religiosas.

Segundo relatos de Fernanda, a agressora, o incidente teve início a partir de um desentendimento entre seus filhos, que estavam brincando em uma área comum do condomínio. Fernanda mencionou que seu filho de sete anos retornou para casa com marcas de agressão na boca e na perna, alegadamente causadas pelo filho da mulher muçulmana, o que deu origem ao confronto.

Fernanda afirmou ter buscado uma conversa com o menino agressor, durante a qual teria repreendido suas ações. Ela alega que a muçulmana começou a proferir ameaças verbais pela janela de sua residência, o que desencadeou o confronto registrado no vídeo.

Ainda de acordo com Fernanda, a muçulmana teria proferido ameaças de agressão, o que a levou a agir preventivamente, admitindo posteriormente que errou ao iniciar a agressão física. Porém, negou veementemente ter proferido insultos de cunho religioso durante o incidente.

A Secretaria da Segurança Pública confirmou que o caso foi registrado como lesão corporal pelo 4º DP de Mogi das Cruzes, sem atribuir, até o momento, juízos de valor sobre as motivações do conflito.

Exibir Gospel / Leiliane Lopes