Siga nossas redes sociais
23/02/2024

Destaques

Moraes ordena uso de tecnologia para identificar e punir manifestantes

Published

on

Compartilhe

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), aceitou o pedido  feito pelo advogado-geral da União, Jorge Messias, e determinou que as empresas de telefonia forneçam a geolocalização dos manifestantes que estiveram em Brasília no último domingo (8).

A tecnologia será usada para identificar todas as pessoas que estiveram no Quartel-General do Exército e também na Praça dos Três Poderes. Os identificados serão punidos.

A decisão é que os dados de geolocalização sejam armazenados “pelo prazo de 90 dias”, que, segundo Moraes, é tempo “suficiente para a definição ou a identificação de geolocalização dos usuários”.

Mas não é só isso, as autoridades também estão coletando material genético deixado nas sedes do STF, do Palácio do Planalto e Congresso Nacional para identificar quem realizou os atos de vandalismo nos prédios.

O ministro da Secretaria de Comunicação Social, Paulo Pimenta, revelou que serão analisados fezes, sangue e urina deixados nos locais. O objetivo é coletar esse material, analisar e, através da análise de DNA, identificar quem são os autores da depredação.

Redação Exibir /Leiliane Lopes

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.