Siga nossas redes sociais
23/05/2024

Destaques

Não julgueis? Pastor Elizeu Rodrigues ensina quando podemos julgar outras pessoas

Published

on

Compartilhe

Nas discussões pela internet, a frase “não julgueis” aparece com frequência e está sempre julgando uma pessoa cristã que aponta o erro ou pecado de outra pessoa.

Em resumo do que acontece nas redes sociais, a expressão “não julgueis” é a desculpa de muitos para pecarem em paz sem serem confrontados em seus pecados.

O pastor Elizeu Rodrigues teve um debate acalorado com o pastor Leonardo Sales onde o assunto era se podemos julgar ou não a conduta de um irmão ou de alguém que não faz mais parte da fé cristã.

Rodrigues, ligado à Assembleia de Deus, disse que sim e fez um pequeno estudo no seu Instagram sobre o assunto.

LEIA NA ÍNTEGRA:

1º Devemos JULGAR segundo a Reta Justiça (Jo 7:24)

2º Devemos Julgar Todas as Coisas (1 Co 2:15).

3º Devemos Julgar o Pecado na Igreja (1 Co 5:9-12).

4º Disputas entre irmãos (1 CO 6:5).

5º Pregações (1CO 14:29).

6º Aqueles que Pregam Falsos Evangelhos (Gl 1.8).

7º As Obras das Trevas (Ef 5:11).

8º Profetas (1 Jo 4:1).

Com todos estes textos claramente expostos, como é possível alguém dizer “Não julgueis para que não sejais julgados” (Mt 7.1)???

Este versículo está ligado ao seu CONTEXTO que deve ser analisado em sua inteireza, antes de alguém ISOLÁ-LO e sair falando para o mundo todo que não podemos julgar.

Jesus está ensinando que não devemos julgar se nós vivemos na prática do mesmo pecado que julgamos, isso nos torna HIPÓCRITAS, vs 5.

Ainda nesse mesmo texto, Jesus nos ordena julgar o falso profeta e ainda julgar para saber quem é porco ou cão. Vs 5,6,15,16.

O julgamento da igreja deve ser baseado na palavra, chamando o errante de volta para a palavra e orando pela sua restauração. Mas acima de tudo defender a pureza do Evangelho.

João Batista chama os saduceus de “raça de víboras” (Mt 3.7).

O Messias chamou os fariseus de “raça de víboras” (Mt 23.33).

Também os chamou de “filhos do diabo” (Jo 8.44)

Judas chama os falsos profetas de “animais irracionais” (Jd 1.10)

João chama a todos os que vivem na prática do pecado de “filhos do diabo” (1 Jo 3.8-10).

Jesus chamou os MESTRES DA LEI e os fariseus de:

– “hipócritas” (Mateus 23.13,14,15,23,25,27,29)

– “guias cegos” (Mateus 23.16,24)

– “cegos insensatos” (Mateus 23.17)

– “sepulcros caiados” (Mateus 23.27)

– “serpentes” (Mateus 23.33)

O apóstolo Pedro chama os FALSOS MESTRES de:

– “insolentes” (2 Pedro 2.10)

– “arrogantes” (2 Pedro 2.10)

– “difamadores” (2 Pedro 2.12)

– “criaturas irracionais” (2 Pedro 2.12)

– “injustos” (2 Pedro 2.13)

– “devassos” (2 Pedro 2.13)

– “malditos” (2 Pedro 2.14)

Falso profeta não se identifica nem o consola, se desmascara.

Redação /Leiliane Lopes