Siga nossas redes sociais
12/04/2024

Destaques

Nicarágua: Polícia prende organizadores de campanha evangelística por “lavagem de dinheiro”

Published

on

Compartilhe

Onze membros do Ministério Puerta de la Montaña foram presos pelas autoridades da Nicarágua sob acusações de “lavagem de dinheiro”. O grupo faz parte de uma denominação que tem criado uma série de campanhas evangelísticas pelo país.

De acordo com o site Evangélico Digital, a notícia das prisões deixou os pastores de outras denominações consternados. Por isso, os líderes evangélicos apelaram à união em oração pelos cristãos detidos.

Entre os que foram presos e levados para o Sistema Penitenciário Nacional, na cidade de Tipitapa, Manágua, estão Walner Omier Blandón Ochoa, Marisela de Fátima Mejía Ruiz, José Luis Orozco Urrutia, entre outros.

Para os pastores que conheciam o trabalho do ministério Puerta de la Montaña, trata-se de um equívoco e que todos são inocentes das acusações.

“Eles foram apenas os organizadores das cruzadas com o único propósito de ganhar almas e curar os enfermos – disse um líder não identificado. “Devemos orar a Deus para que o Senhor faça justiça e eles possam ir embora, oremos para que as autoridades realmente investiguem como deve ser e façam o que é certo, mas que esses servos de Deus não sejam manchados em sua imagem”, completou.

A Polícia da Nicarágua informou esta terça-feira (19) prendeu 11 cidadãos nicaraguenses e procura por três norte-americanos que não foram capturados. Eles são investigados por supostamente usar ONGs cristãs como “fachada” para lavar dinheiro.

As autoridades nicaraguenses investigam o americano Bruce Wagner, dono de uma empresa de aviação e dono do ministério evangelístico “Shaking the Nations”, nos Estados Unidos, por transferir uma quantia não especificada de dinheiro para a Nicarágua “para obter dinheiro, propriedades de bens móveis e imobiliário e fazer negócios”.

Também investigam os norte-americanos John Britton Hancock e Jacob Britton Hancock , que contataram um casal nicaraguense para registrar uma filial da organização “Puertas de la Montaña”, na Nicarágua, encarregada de receber transferências dos Estados Unidos.

Redação