Siga nossas redes sociais
23/02/2024

Destaques

Pastor que apoiou Lula reclama que Igreja Batista permite aceno à direita

Published

on

Compartilhe

O pastor Sérgio Dusilek,  ex-presidente da Convenção Batista Carioca (CBC), escreveu em sua carta de renúncia que a Igreja Batista Brasileira tem acenado à direita política.

“Ao longo dos últimos doze anos, de maneira geral, os batistas convencionais não condenaram os pronunciamentos contra alguns partidos políticos e seus quadros, antes permitiram acenos ao espectro político mais à direita, tolerando inclusive a fala presidencial em Assembleia. Tão pouco condenaram o apoio de líderes denominacionais à candidatos”, diz o pastor.

Dusilek deixou o cargo após ser criticado por participar de um evento do Partido dos Trabalhadores. Ele não apenas elogiou o candidato petista à Presidência,  como também declarou que os evangélicos tinham que pedir perdão a Lula.

Sobre sua participação nesse evento, o líder batista disse que foi “em caráter estritamente pessoal e intransferível”, sem relacionar com seu posto à frente da Convenção.

Em sua defesa, ele declara não ter violado “a consciência de qualquer congregação”, pois “estava em um clube, em um evento político, com cidadãos e cidadãs de variados matizes de fé e ideologias”.

Redação Exibir /Leiliane Lopes