Siga nossas redes sociais
23/05/2024

Destaques

Pastor será processado por pregar contra a homossexualidade na UMADEB

Published

on

Compartilhe

A União de Mocidades das Assembleias de Deus de Brasília (UMADEB) convidou diversos preletores e cantores para sua edição de 2023. No domingo (19) o principal pregador foi o pastor David Eldridge, dos Estados Unidos, que trouxe uma palavra sobre o pecado e suas consequências.

Em parte da pregação, ele falou sobre a existência do inferno e ensinou que todo pecador tem uma reserva lá, a menos que se arrependa e viva uma vida de acordo com a Palavra de Deus.

Trecho da pregação viralizou nas redes sociais, pois confrontou a comunidade LGBTQ+: “Todo homossexual tem uma reserva no inferno, toda lésbica tem uma reserva no inferno, toda transgênero tem uma reserva no inferno, todo bissexual tem uma reserva no inferno, toda drag queen e prostituta tem reserva no inferno”, disse o pastor.

Além dos ataques nas redes sociais, o Eldridge se tornou alvo da imprensa e agora será processado pelo deputado distrital Fábio Felix (PSOL) que ameaçou entrar com uma denúncia junto ao Ministério Público e à Polícia Civil contra o pastor e a direção da UMADEB.

“Discurso de ódio não é liberdade religiosa. É crime!”, disse o parlamentar. Para Felix, a pregação bíblica contra a prática homossexual é “derramamento de combustível para o ódio constante que faz com que LGBTI+ sejam agredidos fisicamente e assassinados todos os dias”.

Redação Exibir /Leiliane Lopes