Siga nossas redes sociais
23/02/2024

Destaques

Polícia descarta crime político em ataque contra igreja em que Michelle Bolsonaro discursou

Published

on

Compartilhe

Na última sexta-feira (14), um homem atirou contra a igreja evangélica onde a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e a senadora eleita Damares Alves estariam realizando um evento para mulheres.

A polícia conseguiu prender o suspeito em flagrante, mas ele foi liberado após pagar fiança.

Nesta segunda (17), o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE), Sandro Caron, afirmou que “não tem, até o momento, qualquer indício de motivação política” no ataque.

“É como eu digo em qualquer investigação: temos que trabalhar com o que há de concreto. O que temos até o momento? Esse homem, uma hora antes do evento, por volta de 18h30, passou de moto e efetuou um disparo em direção a um muro. Como nós já sabíamos que haveria o evento ali, já havia um reforço no policiamento. A PM, imediatamente, realizou a prisão dele”, declarou o secretário.

O homem de 22 anos se identificou com vigilante e que não pertence a nenhum grupo criminoso. Sobre a motivação do crime, o acusado se reservou ao direito de ficar calado.

As primeiras informações sobre o caso apontavam para que o jovem era integrante de algum grupo de crime organizado da capital cearense. Mas isso não foi confirmado.

Redação Exibir Gospel /Leiliane Lopes