Siga nossas redes sociais
27/05/2024

Destaques

Razões para mulheres apoiarem outras mulheres no mercado de trabalho

Published

on

Compartilhe

Co-fundadora do DIG Club explica que quanto mais mulheres no topo, melhor. E dá dicas para que isso aconteça.

Mulheres qualificadas para ocupar cargos de liderança não faltam. As estatísticas mostram, porém, que ainda é preciso muito para que haja um equilíbrio entre homens e mulheres nas posições de chefia. Uma lista lançada há poucos meses pela Fortune Global 500 mostrou, por exemplo, que mulheres CEOs lideram apenas 24 empresas listadas no índice. Ou seja, apenas 4,8% das maiores empresas do mundo. Todo o restante tem homens nessas posições. 

De acordo com Brunna Duarte, head de Marketing e uma das fundadoras do DIG Club (Do It Girls Club), comunidade de networking e conteúdo voltado para empreendedoras e executivas, apesar dos avanços que as mulheres conseguiram ter no mercado de trabalho, elas ainda enfrentam muitos problemas para se colocar e alcançar níveis mais altos. 

“Isso acontece muitas vezes porque a mulher tem que se esforçar mais que o homem para mostrar que é competente. O homem já é naturalmente percebido como competente, já a mulher tem que estudar mais, se provar mais. As mulheres têm um pouco mais de dificuldade de arriscar no mundo empresarial também. Elas precisam se dividir muito mais entre trabalho, casa e filho do que os homens em geral”, explica.  

Para  Brunna,  uma mudança de cenário requer, inicialmente, que mulheres apoiem mais outras mulheres. “Existe um senso comum de que mulheres não ajudam mulheres e tentamos desmistificar isso. Normalmente é difícil uma mulher chegar ao topo. E quando ela chega, não quer perder esse lugar de jeito nenhum. E fica pensando que se outras mulheres chegarem também, ela vai ter que dividir esse espaço. E esse espaço já é tão pequeno que não cabem todas nós. Ela cuida, defende desse espaço porque fica com medo que outras mulheres tomem o lugar”, reflete. 

A co-fundadora do DIG Club reforça que é preciso mostrar que quanto mais mulheres estiverem no topo, melhor. “Hoje a gente tem uma quantidade de mulheres em cargos altos muito inferior à de homens. Isso faz com que o mercado seja menos rentável e menos diverso. A gente já percebeu que diversidade traz rentabilidade também. E quanto mais mulheres estiverem em posições de liderança, melhor. Por isso, usamos o slogan: “Subiu? Sobe outra”. Se você já está no topo, se você já chegou nesse lugar de liderança, de poder de decisão, leve outras mulheres com você. Além  de um ambiente mais diverso e criativo, você vai ter mais rentabilidade no seu negócio.

Bruna também afirma que além de apoio mútuo, é preciso que as mulheres queiram ocupar espaços de liderança. “Por isso a gente existe aqui no DIG, para que mulheres tenham autoconfiança e capacidade de ocupar esses lugares”, reforça. Ela dá algumas dicas para quem quer chegar ao topo:

  • Sempre se atualize. O mercado é dinâmico. 
  • Não tente ser a mulher maravilha. Você é um ser humano, não uma máquina. Priorize diferentes áreas da vida em diferentes momentos, sem culpa. 
  • Pegue seu lugar à mesa. Saiba que se for convidada para uma reunião, você tem competência para estar ali. Nunca tenha dúvidas.Precisamos acreditar em nosso potencial para chegar cada vez mais longe.

Sobre o DIG CLUB

O DIG CLUB é um ecossistema feminino que transforma a vida de mulheres através de uma rede única de networking e conteúdos exclusivos. A iniciativa tem como propósito ajudar mulheres a alavancarem suas vidas, carreiras e resultados mais rápido, através de um ambiente de crescimento, colaboração e de novas conexões. Com o lema menos competição e mais colaboração entre mulheres, as idealizadoras já impactaram mais de 20 mil pessoas e geraram mais de 15 milhões de negócios realizados entre as participantes ativas da comunidade. Para mais informações, acesse https://doitgirlsclub.com.br/, pelo instagram @doitgirlsclub, facebook @doitgirlsclub e linkedin https://www.linkedin.com/company/doitgirlsclub/

Natália Archanjo

Advogada por formação com MBA em negócios pela FDC. Diretora Comercial e Líder dos departamentos de Marketing e Recursos Humanos da Matur Contábil, uma das maiores empresas de contabilidade do país. Membro da comissão do Do It Now, evento de gestão responsável por reunir mais de mil empresários na capital mineira.

Brunna Duarte

Formada em comunicação pela PUC e pós-graduada em Administração pela FGV, já realizou diversos cursos nas áreas de CX e Design Thinking. Desenvolveu sua carreira em grandes empresas multinacionais, sempre procurando atuar de forma criativa e inovadora.

Adriana Tavares

Formada em direito, cursou MBA em gestão na FDC e participou do Gestão 4.0, programa de imersão em negócios destinado a gestores C- Level. Sua experiência prática é vivenciada na empresa de sua família, a Altura Andaimes, em que ocupa o cargo de diretora há 11 anos.