Siga nossas redes sociais
27/05/2024

Entretenimento

Taylor Swift lança álbum com críticas a Deus e aos cristãos

Published

on

Compartilhe

A cantora Taylor Swift, conhecida como um dos maiores fenômenos da música pop contemporânea, gerou polêmica com o lançamento de seu novo álbum, que inclui músicas com críticas a Deus e aos cristãos. Uma das faixas, intitulada “But Daddy I Love Him”, sugere que Deus é uma criação da imaginação humana e expressa repúdio à prática cristã de frequentar igrejas aos domingos.

Trechos da letra da música mostram a artista referindo-se aos crentes como criadores de Deus para controlá-lo, e descreve pessoas vestidas de maneira elegante para os cultos, criticando a prática religiosa. Em outro trecho, os pregadores do Evangelho são chamados de “canalhas críticos” e suas orações são rejeitadas.

Nos Estados Unidos, líderes religiosos, como o pastor Shane Pruitt, da Convenção Batista do Sul, alertaram sobre o conteúdo das músicas, destacando a diferença entre uma abordagem secular e uma abordagem “anticristã”. O site de entretenimento cristão MovieGuide resumiu o álbum de Taylor Swift, intitulado “The Tortured Poets Department”, como uma zombaria ao cristianismo, destacando que o álbum apresenta duas músicas que visam destruir a ética sexual cristã.

O lançamento do álbum levantou debates sobre liberdade artística e liberdade religiosa, com algumas vozes cristãs pedindo aos pais que considerem cuidadosamente se devem permitir que seus filhos ouçam as músicas de Taylor Swift.

Exibir Gospel