Siga nossas redes sociais
22/07/2024

Destaques

UNIGREJAS se coloca contra recomendação do MPSP que pede fim à oração do pai nosso em escola

Published

on

Compartilhe

A UNIGREJAS emitiu uma nota contra a recomendação do Ministério Público de São Paulo que pede à  Escola Municipal João Etchebehere, no município de Rifaina, interior de São Paulo, que não faça mais a oração do Pai Nosso com os alunos.

A prática diária da instituição de ensino foi questionada por uma professora que levou o caso à Justiça dizendo que é inconstitucional. Nenhum pai ou outro funcionário da escola reclamou dos momentos de oração que são feitos com os alunos com idade entre 5 e 10 anos antes do início das aulas.

Para a UNIGREJAS, o ensino religioso deve ser facultativo como versa as leis brasileiras, sendo assim, no lugar de impedir que as orações aconteçam, a entidade presidida pelo bispo Eduardo Bravo indica que a atividade seja direcionada para o ensino religioso.

“Sugerindo  que seja realizada uma audiência pública com a direção da escola, pais e professores, a fim de proteger os direitos constitucionais envolvidos, e firmando um parecer mais consistente no tocante ao caso, dentro dos termos da Constituição e dos Direitos Humanos”, diz a nota.

Redação