Siga nossas redes sociais
14/07/2024

Destaques

Bispo católico no Paquistão lamenta decisão que condenou um cristão à morte por blasfêmia

Published

on

Compartilhe

O Bispo Samson Shukardin de Hyderabad, presidente da Comissão Nacional de Justiça e Paz (NCJP) da Igreja Católica no Paquistão, expressou profunda indignação após a condenação de Ehsan Shan, um jovem cristão, pelo Tribunal Antiterrorismo de Sahiwal. Shan foi sentenciado à morte por blasfêmia e a 22 anos de prisão rigorosa, além de uma multa de 1 milhão de rúpias paquistanesas.

Shan, na casa dos 20 anos, foi acusado de compartilhar nas redes sociais uma imagem considerada insultuosa ao Islã, o que desencadeou uma onda de violência em agosto de 2023. O episódio resultou na queima de mais de 25 igrejas e no saque de 80 casas cristãs na província de Punjab.

Em entrevista à ACN, instituição de caridade católica, o Bispo Shukardin descreveu a decisão judicial como “muito, muito dolorosa”. Ele apelou à comunidade internacional para intervir e buscar justiça, destacando que a decisão terá um grande impacto no governo paquistanês.

O Padre Khalid Rashid, diretor da NCJP na diocese de Faisalabad, também condenou a sentença. Ele destacou que Shan está sendo alvo de perseguição e que o tribunal agiu sob pressão de extremistas e terroristas. Rashid afirmou que a defesa levará o caso ao Tribunal Superior de Lahore para apelação.

A sentença de Shan ocorre em meio ao aumento da perseguição contra cristãos e outras minorias no Paquistão. Além do incidente de Jaranwala, em maio de 2023, uma multidão em Sargodha linchou Nazir Gill Masih, de 73 anos, após acusações de blasfêmia, forçando a fuga em massa dos cristãos da cidade.

Redação