Siga nossas redes sociais
12/07/2024

Entretenimento

Danone: ONG pede investigação ao Ministério Público após evidências de maus-tratos a animais

Published

on

Compartilhe

Imagens obtidas pela Sinergia Animal expõem práticas controversas com animais e indícios de abates ilegais na cadeia de fornecimento de leite da empresa

[São Paulo, 21 de março de 2023] — A ONG internacional de proteção animal Sinergia Animal apresentou uma representação com pedido de investigação ao Ministério Público Federal e Estadual após gravações revelarem indícios de irregularidades e práticas que causam sofrimento aos animais em fazendas leiteiras da cadeia de fornecimento da Danone. 

Os registros em vídeo e depoimentos de trabalhadores e donos das fazendas apontam para o manejo inadequado, transporte e abate possivemente ilegal de bezerros recém-nascidos, além de mutilações dolorosas realizadas sem uso de anestésicos, conhecidas como corte dos “chifres”. A ONG pede que a Danone adote uma política que proíba práticas como as reveladas na campanha SubMundoDanone.com entre seus fornecedores.

“As evidências que conseguimos coletar mostram uma realidade perturbadora para os animais. As imagens e depoimentos revelam que bezerros são separados de suas mães poucas horas após nascerem. Eles são mantidos amarrados e expostos a insetos, chuva, calor e frio. Um dos animais que encontramos nessas condições estava já quase sem vida e coberto de moscas. O manejo inadequado pode levar a uma alta taxa de mortalidade dos animais”, conta Carolina Galvani, diretora executiva da Sinergia Animal. 

Manter bezerros amarrados por mais de uma hora é uma prática considerada prejudicial aos animais e foi proibida em todos os países da União Europeia, em 2008.

“Além disso, as bezerras que são mantidas para virarem vacas leiteiras têm seus ‘chifres’ amputados a ferro quente e na faca, segundo um dos funcionários, sem antes receberem anestesia ou qualquer alívio para a dor”, completa.

Depoimentos sugerem abate ilegal de bezerros machos

Segundo depoimentos de funcionários, bezerros recém-nascidos são transportados e abatidos de forma “caseira”, fora de abatedouros legalizados, com poucos dias de vida. Um levantamento mostra que, em produções leiteiras do Brasil, é comum que bezerros recém-nascidos sejam abatidos por traumatismo craniano por meio de pancadas na cabeça, sangramento e asfixia. 

“Como não produzem leite, bezerros machos são vistos como potencial prejuízo financeiro pela indústria. As vacas leiteiras são comumente submetidas a inseminações. E assim como em muitas outras fazendas no Brasil, nessa que fornece leite para a Danone, os filhotes que nascem machos são doados o mais rápido possível para o abate precoce e possivelmente ilegal”, explica Galvani. 

Divulgada nesta terça-feira, a investigação pode ser assistida na íntegra em: www.SubMundoDanone.com  

Sobre a Sinergia Animal

A Sinergia Animal é uma organização internacional que trabalha em países do Sul Global para diminuir o sofrimento dos animais na indústria alimentícia e promover uma alimentação mais compassiva. A ONG é reconhecida como uma das mais eficientes do mundo pela renomada instituição Animal Charity Evaluators (ACE)

Jéssica Amaral – DePropósito Comunicação de Causas

Continue Reading
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.