Siga nossas redes sociais
02/12/2023

Destaques

PE: Pastor é preso por intolerância religiosa após pregar contra religiões de matriz africana

Published

on

Compartilhe

O pastor Aijalon Berto, da Igreja Dunamis em Igarassu, Pernambuco, foi preso no dia 27 de abril após decisão judicial. O religioso é acusado de intolerância religiosa e transfobia.

O caso principal se refere ao fato do pastor ter descumprido ordens judiciais de não falar sobre religiões de matriz africana em suas pregações. Em muitas delas, Florêncio mostrava que são crenças incompatíveis.

Um dos casos contra o pastor que dá base aos processos é uma acusação de ofensa à “dignidade da coletividade” por associar pinturas alusivas às religiões afro-brasileiras como “feitiçaria” e “entidades satânicas”.

O caso aberto pelo Ministério Público Estadual de Pernambuco diz que o “acusado atingiu a coletividade por meio do discurso de ódio fincado em preconceito à religião de origem africana, extrapolando, portanto, o direito ao proselitismo de sua crença ou à liberdade de expressão”.

https://www.instagram.com/reel/Crjuqq5xbEi/

O fato do pastor usar as redes sociais também depôs contra ele, segundo o promotor José da Costa Soares, ao falar sobre o assunto nas redes sociais, o pastor teve muito alcance e isso agravou a sua conduta.

Além disso, o há outras duas ações na Justiça contra o pastor que o acusam de homofobia e racismo.

Exibir Gospel /Leiliane Lopes