Siga nossas redes sociais
14/07/2024

Entretenimento

Arqueólogo encontra local descrito em 2 Reis 19, onde anjo matou 185 mil soldados assírios

Published

on

Compartilhe

O arqueólogo Stephen Compton fez uma descoberta relevante ao encontrar um local mencionado em uma passagem bíblica. Utilizando mapas antigos e uma gravura encontrada em uma parede de pedra, Compton identificou bases militares datadas de 700 a.C., relacionadas ao cerco do rei Senaqueribe a Jerusalém. A descoberta se baseia na referência bíblica de 2 Reis 19:35, onde um anjo matou 185 mil soldados assírios para salvar Jerusalém.

Compton também encontrou uma escultura em um palácio de Senaqueribe que retrata a conquista de Laquis. A comparação dessa gravura com a paisagem real permitiu a identificação do acampamento. Os acampamentos encontrados por Compton, incluindo as ruínas na Colina da Munição, apresentavam uma forma oval, característica típica dos acampamentos assírios, e mostraram semelhanças com os acampamentos de Laquis.

Essas descobertas não apenas corroboram passagens bíblicas, mas também oferecem novos métodos para outros arqueólogos identificarem evidências históricas de textos antigos. As técnicas de Compton, baseadas na análise detalhada de gravuras e paisagens, podem ser aplicadas para descobrir outros acampamentos e cidades mencionados na Bíblia, abrindo caminho para mais descobertas no campo da arqueologia bíblica.

O Império Assírio, conhecido por seu desejo de controlar as rotas pelo deserto sírio até o Mediterrâneo, inspirou o desenvolvimento de outros grandes impérios, como o persa, o grego e o romano. A Colina da Munição, local da recente descoberta, tem uma história rica e tumultuada. Durante a Guerra dos Seis Dias, em 1967, a colina foi palco de uma grande batalha. Hoje, serve como um memorial e museu.

Redação Exibir Gospel