Siga nossas redes sociais
14/07/2024

Destaques

Distrito Federal terá o Dia do Pregador e da Pregadora do Evangelho; governadora em exercício sancionou a lei

Published

on

Compartilhe

Nesta segunda-feira (8), a governadora em exercício do Distrito Federal, Celina Leão (PP), oficializou a lei que cria o Dia do Pregador e da Pregadora do Evangelho, a ser celebrado anualmente em 10 de março. A sanção foi feita em um evento com mais de 100 lideranças evangélicas, no Salão Nobre do Palácio do Buriti.

“É uma valorização daquelas pessoas que fazem da pregação uma missão de vida. É um reconhecimento a essas pessoas e uma demonstração de respeito do Executivo à vontade do Parlamento”, afirmou a governadora. “Sabemos do importante trabalho social que essas pessoas fazem aqui no nosso Distrito Federal”, acrescentou.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) interrompeu suas férias para participar do evento. Ele cumprimentou os líderes religiosos e autoridades presentes, destacando o apoio que a proposta recebeu de diversos setores.

“É um dia de muito carinho. A governadora Celina Leão está em exercício e recepcionou vocês com esse café da manhã e a gente fica muito feliz de estarmos juntos aqui. Muito obrigado aos deputados que sempre nos apoiam, aos nossos administradores, dizer que é uma alegria muito grande poder contar com vocês aqui dentro do Palácio. É, certamente, motivo de muito júbilo para todos”, afirmou.

Os evangélicos representam uma parcela significativa da população da capital. Conforme dados do Instituto de Pesquisa e Estatística do DF (IPEDF), anteriormente conhecido como Codeplan, mais de 800 mil evangélicos vivem no Distrito Federal, correspondendo a 30,8% da população.

A proposta, apresentada pelo deputado distrital Pastor Daniel de Castro, considera o dia escolhido como de relevante significado histórico para a comunidade evangélica, pois marca o início do primeiro trabalho missionário protestante na América Latina.

“A lei não fala só do evangélico, mas do católico, do cristão; ela fala desses homens e mulheres abnegados em que Deus confiou a transmissão do seu Evangelho. Eles foram vidas, tiram pessoas da sarjeta, da vida errada e as trazem para uma vida correta, dando a elas uma nova oportunidade”, defende Daniel de Castro.

No evento, o administrador regional de Taguatinga, Renato Andrade, enfatizou a importância do diálogo entre o Poder Executivo e o segmento religioso. “O GDF tem tido esse diálogo com todos os setores da sociedade civil organizada e não seria diferente com o segmento evangélico”, afirmou. “Até porque este foi o governo que mais fez em favor do segmento por meio da regularização dos templos religiosos, da redução de impostos e isenções de tributos”, completou.

Exibir Gospel